Esperamos por você, especialista em tecnologia de alimentos!

O Good Food Institute (GFI) é uma organização sem fins lucrativos, mantida com recursos filantrópicos, que trabalha para transformar a cadeia de produção de alimentos. Para isso, apoiamos o desenvolvimento do setor de proteínas alternativas, especialmente o mercado de carnes, ovos, e produtos lácteos vegetais, cultivados ou obtidos por fermentação.

As possibilidades de inovações em alimentos são infinitas, já existem muitas alternativas excelentes baseadas em plantas para produtos de cultivo industrial, mas no Brasil, temos o privilégio de ter uma vasta biodiversidade em nossos biomas, com potencial para transformar produtos de manejos sustentáveis em ingredientes para o mercado de produtos plant-based. Ao trabalhar com as potencialidades de nossa biodiversidade, o Especialista em Tecnologia de Alimentos identificará novos ingredientes que poderão agregar valor aos produtos nativos e poderão ser aplicados em produtos plant based, tornando-os, genuinamente brasileiros, ao mesmo tempo em que preserva o ecossistema sob a perspectivas do uso sustentável dos recursos naturais. 

Nesta função, o Especialista em Tecnologia de Alimentos ajudará a construir o mercado de produtos plant-based com ingredientes da biodiversidade brasileira. O seu foco de atuação será no desenvolvimento do projeto de “Proteínas alternativas a partir de produtos dos biomas Amazônia e Cerrado”, inclusive, colaborando na construção de um relacionamento com profissionais de comunidades produtoras, cooperativas, pesquisadores e agentes do governo que atuam nestes ecossistemas. Como Especialista em Tecnologia de Alimentos, você deverá buscar, por meio de pesquisa, dados técnicos, de produção e científicos de diversos produtos dos biomas Amazônia e Cerrado, que serão selecionados e farão parte de um edital de financiamento a pesquisa a ser lançado pelo GFI, assim você será responsável por: 

  • Relacionar com profissionais de diferentes contextos cultural, social e econômico, como por exemplo: comunidades produtoras, cooperativas, cientistas e agentes do governo;
  • Pesquisar em artigos científicos e em outras fontes de dados;
  • Redigir artigos, relatórios e outros documentos científicos e técnicos em português e inglês;
  • Acompanhar e monitorar etapas de projeto e propor ajustes se necessário;
  • Planejar e organizar eventos técnicos e de divulgação;
  • Realizar apresentações envolvendo o tema do projeto em português e inglês;
  • Articular reuniões com agentes importantes para o desenvolvimento do projeto;
  • Avaliar projetos de pesquisa em proteínas alternativas;
  • Analisar dados para identificar ingredientes com potencialidades técnicas e comerciais para o mercado de plant-based a partir de produtos da biodiversidade brasileira.
  • Desempenhar outras funções relativas ao desenvolvimento das proteínas alternativas, conforme designado.

O que estamos procurando?

O Especialista em Tecnologia de Alimentos deve ter:

  • Pós-Graduação Stricto Sensu em Engenharia de Alimentos, Tecnologia em Alimentos, Ciência de Alimentos ou áreas correlatas;
  • Experiência na realização de pesquisa científica, incluindo levantamento bibliográfico, análise de literatura científica, coleta de dados e realização de revisões de literatura.
  • Conhecimentos em processamento de alimentos, química de alimentos, processos químicos, físicos e biológicos de extração de ingredientes alimentícios de origem vegetal. 
  • Desejável experiência de trabalho em pesquisa e desenvolvimento de ingredientes alimentícios a partir de produtos nativos dos biomas Amazônia e ou Cerrado;
  • Desejável experiência com comunidades produtivas de alimentos ou ingredientes dos biomas Amazônia e ou Cerrado;
  • Excelentes habilidades de comunicação escrita e verbal em português;
  • Desejável habilidades de comunicação de leitura e interpretação em inglês;
  • Compromisso com os resultados do projeto.

Queremos as melhores pessoas e não queremos preconceitos nos impedindo. Nós encorajamos pessoas de todas as cores, orientações, idades, gêneros, origens e habilidades para se inscreverem. Como valorizamos um local de trabalho diversificado, priorizamos um clima inclusivo, sem discriminação e assédio durante o processo de inscrição e depois que você se juntar à equipe.

Condições de trabalho:

  • Tempo integral, contrato de trabalho por prazo determinado de 1 (um)  ano para atuação principal no projeto de  “Proteínas alternativas a partir de produtos dos biomas Amazônia e Cerrado”;
  • Trabalho remoto, com horário de trabalho negociável;
  • Ambiente de trabalho saudável, com liderança respeitosa e colegas que dão apoio.

Prepare-se para o processo seletivo!

O processo seletivo se dará em duas fases, sendo:

Fase 1: Enviar currículo atualizado para o e-mail: ciencia@gfi.org até 05 de fevereiro de 2021, até às 23:59h (horário de Brasília) juntamente com um plano de projeto sobre “Obtenção de ingredientes a partir de produtos nativos dos biomas Amazônia e Cerrado”, contendo:

  1. Capa: título do projeto e nome do candidato
  2. Objetivo
  3. Justificativa
  4. Introdução
  5. Cronograma
  6. Referência

Para a elaboração do plano de projeto, você deverá selecionar um produto nativo do bioma Amazônia ou Cerrado, que possui potencial proteico para aplicação em produtos plant-based, justificar a sua escolha com embasamento técnico e científico e dados de mercado, citar os objetivos do projeto,  fazer uma breve introdução sobre o estado da arte da pesquisa com relação ao produto selecionado, propor um cronograma de projeto com as etapas necessárias para atingir os objetivos propostos e citar as referências bibliográficas utilizadas. O plano de projeto pode ser  uma proposta de projeto de pesquisa acadêmica ou uma proposta de instalação agroindustrial para processamento e obtenção do ingrediente. 

O Plano de projeto deve ter, no máximo, 4 (quatro) páginas, redigido usando a fonte “Times New Roman”, no tamanho 11, e deve ser enviado no formato PDF. O arquivo deve ser nomeado com o primeiro nome e sobrenome do candidato (exemplo: Projeto Paulo Junqueira).

Currículo e plano de projeto recebidos fora do prazo estabelecido serão automaticamente desconsiderados. 

Fase 2: O candidato selecionado na Fase 1 será convidado a fazer uma apresentação de 15 (quinze) minutos sobre o plano de projeto apresentado na primeira fase, onde responderá perguntas sobre a apresentação e passará, na sequência, por uma entrevista geral. 

As entrevistas acontecerão nos dias 11 e 12 de fevereiro de 2021 no formato online, em horário a ser informado posteriormente.

Fique de olho nos prazos!

    • Fase 1: Prazo para envio de currículo e plano de projeto: 05 de fevereiro de 2021
    • Divulgação dos selecionados da fase 1: 10 de fevereiro de 2021
    • Fase 2: Entrevistas: 11 e 12 de fevereiro de 2021
    • Divulgação do resultado da fase 2: 15 de fevereiro de 2021
  • Início desejável do trabalho: Março de 2021