GFI lança carta de compromissos às eleições em 2022

Candidaturas devem subscrever a carta, por meio de e-mail, até o dia 30 de setembro; documento tem como principal preocupação a segurança alimentar e o meio ambiente

O mundo vive uma das maiores crises alimentares em décadas. De acordo com a FAO (Agência da ONU Alimentação e a Agricultura), 690 milhões de pessoas passam fome no mundo diariamente. Em 2021, 116,8 milhões de brasileiros conviviam com algum grau de Insegurança Alimentar e, destes, 43,4 milhões não tinham alimentos em quantidade suficiente e 19 milhões passavam fome. 

O Good Food Institute Brasil (GFI Brasil) acredita que a Segurança Alimentar da população conversa diretamente com a busca por novos alimentos e métodos produtivos, mais sustentáveis e universalizados. Nesse sentido, as proteínas alternativas são a grande aposta não apenas para o futuro, mas também para o presente.

Diante desses desafios e com o objetivo de incentivar uma agenda política propositiva para o mercado de proteínas alternativas nos próximos anos, o GFI Brasil está convidando candidaturas às eleições de 2022 a fazer um compromisso público, caso seja eleito, defendendo as seguintes propostas:

  1. Defender a inserção do tema de proteínas alternativas na agenda brasileira de adaptação e mitigação das mudanças climáticas, com a sua inclusão nos planos de ação para cumprimento de compromissos internacionais.
  2. Pleitear que o setor de proteínas alternativas seja incluído como uma das estratégias para uma agricultura de baixo carbono no Brasil.
  3. Estimular um ambiente de negócios competitivo e favorável à inovação no setor de proteínas alternativas através de políticas públicas de apoio a startups, fortalecimento de pesquisa e desenvolvimento aplicados ao setor e suporte à internacionalização de empresas brasileiras.
  4. Combater medidas de censura de rótulo que tenham por alvo o setor de proteínas alternativas no âmbito dos Poderes Legislativo e Executivo.
  5. Trabalhar por uma carga tributária justa para produtos de proteínas alternativas em comparação aos de proteína animal, levando em consideração seu grau de inovação e sustentabilidade.
  6. Incluir proteínas alternativas como prioridade nas estratégias políticas do avanço do setor de bioeconomia no Brasil.

“Se o candidato se identificar com esses compromissos, ele terá responsabilidade de levar essas propostas adiante nos anos seguintes. São compromissos importantes que irão impactar não só a questão alimentar, mas também o meio ambiente e a renovação de recursos naturais. Esperamos uma grande adesão”, afirma o vice-presidente Políticas Públicas do GFI Brasil, Alexandre Cabral. 

A subscrição vai até o dia 30 de setembro. Qualquer candidatura pode participar da subscrição dos compromissos. Para isso, basta enviar um e-mail com as informações abaixo para o e-mail politicas@gfi.org.

  1. Nome do/a candidato/a ou da candidatura coletiva
  2. Filiação – Partido / UF
  3. Cargo ao qual concorre
  4. Endereços eletrônicos da candidatura – (site, Instagram etc.)
  5. Número de registro da candidatura junto ao TSE 

As candidaturas subscritas serão divulgadas semanalmente no site, blog e mídias sociais do GFI Brasil. Leia aqui a carta na íntegra.

Leia também

GFI Brasil na COP27: confira a programação do Pavilhão dos Sistemas Alimentares

GFI Brasil na COP27: confira a programação do Pavilhão dos Sistemas Alimentares

InovAmazônia, projeto de incentivo à pesquisa do GFI Brasil, recebe propostas até 12/12/22

InovAmazônia, projeto de incentivo à pesquisa do GFI Brasil, recebe propostas até 12/12/22